Como muitos jovens, Mafalda não sabia se o ensino superior poderia ser uma possibilidade no seu percurso de vida. Por isso mesmo escolheu o ensino profissional, considerando que esta via era a melhor aposta para a entrada no mercado de trabalho. No entanto, a sua opção revelou-se também determinante para a realização de um curso superior com sucesso. Licenciou-se em Gestão na Universidade de Évora, concretizou o acesso à Ordem dos Contabilistas Certificados e atualmente trabalha num Gabinete de Contabilidade, contando ainda com alguns clientes particulares.

Em 2006, iniciou o seu curso profissional na Escola Profissional de Coruche (EPC). Sobre a escola, conta: “Foram três anos espetaculares! Gostei imenso da vertente prática e realista das aulas e também da interação familiar com os professores. Marcaram-me muitas atividades em que participei, como os concursos de escola no Natal ou no Carnaval. Fiz muitas amizades!” Quando estava ainda no décimo primeiro ano o bom aproveitamento que verificava em todas as disciplinas do curso, e em particular na disciplina de Inglês, valeu-lhe uma viagem a Londres nas férias de verão. Foi a representante do município de Coruche na Universidade de Verão promovida pela European Academy Great Britain, em parceria com o Conselho dos Municípios e Regiões da Europa. Participou, com jovens de todos os países da União Europeia, em diversas atividades sociais e desportivas ligadas à construção europeia.

Mafalda teve dois estágios curriculares durante o seu curso profissional, na empresa TEGAEL S.A. e na Santa Casa da Misericórdia de Coruche. Foram experiências que lhe mostraram a realidade do mercado de trabalho, a par da realização da Prova de Aptidão Profissional - “ A minha prova consistiu na realização de toda a contabilidade de uma empresa simulada, um Lagar de Azeite, num período de ano e meio. Incluiu ainda estudos de abertura e estudos de mercado. Foi uma experiência muito relevante para a minha inserção no mercado de trabalho.” Mafalda destaca também que, quando iniciou a sua licenciatura, viu muitas diferenças entre si e os colegas que provinham do ensino secundário regular, considerando que a sua formação técnica foi um apoio determinante para um melhor acompanhamento dos conteúdos abordados na licenciatura de Gestão.

 O testemunho de Mafalda é uma prova de sucesso do ensino profissional: crescimento pessoal, empregabilidade e motivação para aprender sempre mais!